domingo, novembro 22, 2009

Cabides

Hoje troquei os cabides  da minha filha.
Projeto que ha muito adiava.
Lembro-me quando comprei estes cabides.Foi antes dela chegar ao mundo. Ja tinha muitas roupinhas mesmo antes de nascer, presenteadas no cha' de fraldas ou compradas por mim quando, com uma alegria indescritivel , passava horas nas lojas de bebes.
Sao de plastico  grosso. Duraveis,resistentes.Alguns sao brancos e  alguns sao azuis,heranca dos meus meninos.Mas na sua grande maioria sao rosa-choque. Ou lilas, para a menina tempora.Alguns sao ate de cetim cor de rosa com fitinhas. Femininos e delicados..
Neles pendurava as roupinhas tamanho de boneca. Macacaozinhos cor de rosa, blusinhas,sainhas e vestidinhos bordados por um parente ou amiga querida. Vestidos cheios de babados  ou renda, com jeito de festa para ocasioes especiais e  domingos. Eram acompanhados de chapeuzinhos para pascoa ou natal.Muitos com  fitinhas de cabelo combinando. Outros eram modernos, imitando os da mamae.
Agora estes cabides seguram com esforco, as blusas tamanho 14 anos, apesar dela so' ter 10.Os novos cabides -todos brancos, agora penduram blusas com estampas modernas, coloridas e brilhantes. Ha muito foram-se as rendas e babados.Os vestidos, agora simples e lisos caem no chao deixando os pequenos cabides, vazios no armario.
Eu tambem, me sinto grande demais para o meu cabide...
Um por um  os retiro do armario. Os Guardo cuidadosamente para doar. Uma outra menininha tera suas roupas penduradas neles, e  num futuro muito mais proximo que se possa imaginar, uma mae os olhara com saudades.

2 comentários:

Jane Murback disse...

É gata, trocar as coisas de bb por coisas de menino(as) é um tico doloridinho.
Eu troquei lençóizinhos por jogos de cama de solteiro, e também senti uma saudadinha.
O João não teve muitos cabides, acho que roupa de menino não é muito de pendurar
No fim, pequei os cabides dele pra mim, pra guardar bermudas minhas dobradas ou vetidos. Assim, os cabides grandes não tombam prum lado só. Ficadica.
Bjo

AmandaGonçalves disse...

Gente, que post lindo.
Nem preciso dizer que me emocionei aqui, né?