segunda-feira, março 09, 2009

Happy Birthday Barbie !














Hoje a Barbie faz 50 anos. Parabens Barbie! A boneca que revolucionou a industria de brinquedos !
 A Mattel, a fabricante da Barbie (cujo o nome foi dado em homenagem a filha da criadora da boneca), anunciou que a cada tres segundos, uma Barbie e' vendida em algum lugar no mundo.

Sim, existem mil criticas sobre a boneca. Entre tantas criticas a maior e' que seus atributos de beleza são impossiveis de serem alcancados na vida real. Sobre isso,digo: E' uma boneca. E' fantasia. Não e' real.Toda criança precisa da orientação de um adulto em qualquer circunstãncia e a criança tendo orientação apropriada sabera que não deve existir comparações entre o real e o imaginado.
Gosto DEMAIS da Barbie. Quando era criança, minha familia era muuuiiito pobre. A unica boneca( bom, na verdade era um boneco), que meus pais podiam comprar para mim e minha irmã era o Para- Pedro. O boneco era comprado na feira. Era todo feito de plastico, não tinha cabelo nem roupas, apenas uma chupeta e fralda. Seus braços eram estendidos para cima com as palmas das mãos viradas pra frente(dai o nome Para-Pedro). Quando a meninada da rua se juntava com suas bonecas lindas, loiras com seus vestidinhos rodados, tava eu e minha irmã la, com nossos Para-Pedros rsrs. Fazer o que, ne ?Gostava dele, do cheirinho de plastico...

Mais tarde, bem mais tarde, quando ja nao brincava mais com bonecas ( e por motivos ate hoje misteriosos) eu e minha irmã ganhamos de natal a boneca "Meiguinha". Linda. Mas nao brincava com ela. Veio tarde demais. Usava so de enfeite de quarto.

Fico a pensar o que aconteceu com a Meiguinha...

Tambem tinha bonecas de papel, que na maioria das vezes eram feitas por mim mesma. Mas lembro uma vez, quando minha mãe me surpreendeu com uma boneca de papel que comprou na banca de jornais (carissima para nos), eu levava horas a brincar com ela.

A Barbie, a boneca que nunca tive na infancia, (agora tenho duas) , e' a boneca que sempre sonhei ter. Alguns anos depois de chegarmos nos EUA, meu marido me deu uma Barbie.Meus filhos eram pequenos e num gesto extremamente romântico e carinhoso, meu esposo me surpreendeu no meu aniversario com uma            " Birthday Barbie", a boneca de aniversario. Chorei de emoção. Não tinha a minha filha ainda, so os meninos. Naquele tempo, na minha casa os brinquedos consistiam em carrinhos, carrinhos e mais carrinhos. Nem uma boneca a vista. Apesar das minhas inumeras tentativas de convencer o marido e os meninos que ter uma boneca em casa seria bom para a educação dos meninos-afinal,eles seriam pais um dia,certo ? (Ha !), não colou. Mas essa Barbie, MINHA Barbie, foi a gloria !




No natal do ano 2000 ganhei outra Barbie, porque planejava colecionar. Mas depois achei que ia ficar muito caro e, alem do mais, para ser colecionador tem que se manter o brinquedo na caixa, no estado em que veio da loja. E eu nunca faria isso. Brinquedo e pra' se brincar, mesmo que a "criança" seja uma marmanja de trinta e poucos anos.

Agora a minha filha tem dezenas de Barbies (e alguns Kens, o namorado da Barbie). Acessorios como casa, carro, roupas, sapatos e ate cavalos alados tomam conta de grande parte dos brinquedos dela. Tem a Barbie de todo dia (Barbie comadre,ha, ha), a Barbie de festa,Barbie princesa, noiva, Barbie de profissões diversas etc.. e um Ken para acompanha-la em cada uma de suas verções.


 









Fico feliz de poder dar a minha filha o tipo de infância que nunca tive.
A minha fascinação pela boneca e tudo relacionado a ela, continua forte. Os filmes da Barbie ainda hoje, se encontram entre os meus favoritos, e a cada seis meses, quando o novo filme estreia, sou eu e não a minha filha, quem busca ansiosa o DVD. E as vezes (quando gosto muito do filme) compro tambem a boneca que o acompanha. Golpe de marketing ? Não pra mim, porque o faço conciente. Essas coisas me trazem alegria e alegria e' sempre bem-vinda.

Tambem nao esqueço das meninas que, como eu, nunca tiveram o prazer de ter uma Barbie. Todo natal compro varias e as mando para meninas carentes em diversas partes do mundo, atraves de um grupo de caridade.

Talvez essa fascinação que tenho por Barbies, represente a minha infancia pobre. Os meus sonhos não realizados, porem, nunca esquecidos.
Mas a minha esperança, que mora neste meu coração de criança e' mantida viva atraves dos olhos da minha filha.

3 comentários:

Lenita disse...

Claudinha, que lindo. Fiquei sensibilizada com o que você contou. Bjs

Ví por aí... disse...

Cláudia, muito obrigada pelas sábias palavras...
Nessas horas, nem imagina o quanto nos confortam!!!

Obrigada!!!!

Bjkas

eu, Lila Cassini disse...

Claudia... eu tambem nunca tive uma boneca... que dirá BARBIE...
Mas hoje, eu tenho a Valen...
Melhor boneca do mundo!1